A Cara da SGPA

Fundada em maio de 1941 pelo pecuarista Altamiro de Moura Pacheco, a Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA) tornou-se o alicerce do desenvolvimento agropecuário de Goiás.

A entidade, sem fins lucrativos, conta atualmente com cerca de 5 mil sócios. Ela é a responsável pela projeção do Estado em nível nacional.

A atuação da SGPA, através de suas exposições que beneficiam a pecuária e agricultura, além de toda uma cadeia do agronegócio, contribui para o fortalecimento do setor agropecuário.

Com isso, há o incentivo a importação de animais de países desenvolvidos e outras tecnologias, que faz de Goiás:

  • 4º maior produtor de leite do País;
  • 3º colocado no ranking em rebanho de corte;
  • 4º maior produtor de grãos do Brasil, com destaque para milho e soja.

A cadeia do Agronegócio representa 65% da formação do Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás.

A SGPA fortaleceu o setor pecuário de corte, de leite, criação de peixes e rãs, aves e suínos e a floresta plantada. É o produtor dispondo de maiores e melhores alternativas de renda.

Ela é mais uma voz a defender os produtores e integrá-los.

O PARQUE AGROPECUÁRIO EM NÚMEROS:

  • A área ocupada pela entidade, em Nova Vila foi doada pelo seu fundador e soma 150 mil metros quadrados;
  • O local comporta 7 mil animais expostos, entre pequenos e grandes, com o necessário conforto;
  • São 2 tatersais para leilões;
  • A pista de julgamentos e provas ocupa uma área de 25 mil metros quadrados com arquibancadas para 15 mil pessoas;
  • Restaurantes com gastronomia do mais alto padrão;
  • Estacionamento para 1 mil veículos;
  • Área para expositores.